Programa Jovem Aprendiz

Participar do programa Jovem Aprendiz é uma das primeiras possibilidades para que você possa ingressar no mercado de trabalho, trabalhando em uma boa empresa. Além da oportunidade do primeiro emprego, você adquire experiência profissional.

Por não ser uma vaga efetiva, ou seja, onde você terá todos os benefícios concedidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), a vaga de jovem aprendiz tem data para iniciar e terminar.

Criamos esse artigo sobre o programa Jovem Aprendiz com a intenção de esclarecer algumas outras dúvidas sobre esse assunto. Confira abaixo!

Sobre o programa Jovem Aprendiz

Programa Jovem Aprendiz

O objetivo do programa Jovem Aprendiz é garantir que empresas de médio e grande porte sejam obrigadas a contratar jovens como aprendizes.

Os jovens deverão trabalhar dando suporte a diversos setores da empresa, pelo período de no máximo 24 meses. Durante o contrato, o jovem deverá receber capacitação para que possa desenvolver suas habilidades na área que atua na empresa.

O candidato a ser um jovem aprendiz precisa ter entre 14 e 24 anos e estar matriculado e frequentando regularmente o ensino Fundamental ou Médio, ou que já tenha concluído e ainda não tenha ingressado na faculdade.

Esse programa é importante pois muitos jovens enfrentam dificuldades em encontrar o primeiro emprego, devido a falta de experiência profissional. Portanto, participar do programa Jovem Aprendiz é uma super oportunidade de ingressar no mercado de trabalho com o pé direito!

Processo seletivo do programa Jovem Aprendiz

Processo seletivo do programa Jovem Aprendiz

O primeiro passo para participar do Jovem Aprendiz, é você definir seu objetivo profissional, se a área que você deseja atuar é comercial ou administrativa, por exemplo. São diversos campos de atuação que oferecem oportunidades para jovens aprendizes.

A segunda etapa é o envio do currículo. Faça pesquisas em sites de empregos que são especializados no ramo. Normalmente as empresas procuram candidatos em instituições cadastradas no Ministério Público do Trabalho, firmando parcerias, como é o caso de ONG’s, Senai, Sesi, Senac, entre outros.

Entregue currículo pessoalmente em empresas da sua região e fique atento às divulgações das vagas de Jovem Aprendiz, que normalmente são anuais.